quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Marcelo Tavares: “Pereirinha quer apenas tirar carta de seguro”


O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Marcelo Tavares (PSB), rebateu agora há pouco, em contato telefônico com este blog, as declarações do vereador Isaias Pereirinha (PSB), presidente da Câmara Municipal.

- Eu esperei um ano para que o vereador se manifestasse sobre o prédio da Assembléia. Ele nunca se manifestou. O Tribunal de Justiça, por outro lado, manifestou desejo pelo prédio desde o dia 19 de fevereiro – revelou o parlamentar.

Tavares rebate também a afirmação de Pereriinha de que nunca fora procuarado para tratar sobre o prédio da Assembléia.

- Não é verdade. Há cerca de dois meses – e tenho testemunhas, inclusive imagens – ele me procurou. O problema é que ele queria o prédio reformado e com toda a mobília. Ou seja, não queria! O Judicicário não! o Judiciário mostrou claramente o interesse – afirmou o parlamentar.

Segundo Macelo Tavares, Pereirinha ficou monitorando a sessão de hoje da Assembléia por intermédio da deputada Gardeninha Castelo (PSDB) para, só se manifestar após a sessão.

- Tanto é que ele só apareceu ao final da sessão, depois que tudo estava resolvido. Ou seja, queria apenas carta de seguro, para dizer que tentou mais não conseguiu. Não aceito esse jogo político e decidi doar o prédio ao Judiciári0 – afirmou Tavares.

Marcelo Tavares explicou que desde fevereiro o prédio da rua do Egito está à disposição, com todos os móveis, utensílios e equipamentos.

- Mas não podíamos manter este prédio se deteriorando deste modo. Tinha que haver um destino. E o destino será o Judiciário, que manfiestou interesse – revelou.

A polêmica do prédio da Assembléia foi resolvida hoje, com a aprovação do projeto de doação ao Tribunal de Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário