domingo, 28 de março de 2010

Um telefonema




Depois de tomar conhecimento do resultado do congresso estadual do PT-MA, que rejeitou a aliança com o PMDB em apoio a candidatura do deputado Flávio Dino (PC do B) ao governo do estado, Lula teria ligado a Roseana:
-Ôh Roseana, o que houve, tu não havia me dito que ganharíamos fácil essa eleição? - perguntou o presidente.
 - Eu não sei explicar Lula, fiz tudo o que foi possível, ofereci três secretarias, a vaga de vice na minha chapa, fiz pressão, chantagem, falei em teu nome, ou seja, fiz o que esteve a meu alcance e o que o dinheiro podia comprar – disse Roseana.
-Tudo bem Roseana, eu entendo, mas veja só, se vocês não estão conseguindo ganhar uma simples eleição de delegados, tendo toda uma máquina financeira governamental e a estrutura que nós demos da direção nacional, imagina vencer uma eleição para o governo - cobrou.
-P@#$% eu sabia que vocês tinham essa dificuldade de ganhar eleição no voto, mas não pensei que chegasse a esse ponto – falou irritado.
- Lula tu tem que ver que a rejeição ao Flávio no PT era muito menor. Dessa forma, queria te pedir mais um favor…
- Nem pensar Roseana, nada de intervenção nacional, já basta o golpe que aplicamos no Jackson!. Vou aqui ligar para o Flávio lhe dando os parabéns. Depois nos falamos - finaliziou a ligação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário