sábado, 25 de fevereiro de 2012

São Paulo

O Minas Gerais foi o nosso primeiro porta-aviões, comprado da Inglaterra por Juscelino. Custou 82 milhões de cruzeiros.

Houve, na época, uma disputa entre a Aeronáutica e a Marinha. 

Sendo um grande navio, lógico que o comando seria da Marinha. Mas se a sua função básica era servir de base para decolagem e pouso de aviões em alto mar, então o comando seria da Aeronáutica.

Juscelino valendo-se da lógica deu o Minas Gerais para a Marinha. 

O Minas Gerais, virou uma sucata irreparável. Em 2000 o Brasil comprou da França, um velho porta-aviões, dando-lhe o nome de São Paulo. Custou 12 milhões de dólares.

O Presidente era o Fernando Henrique e deu o nome de São Paulo.

Em 2005, o São Paulo teve um incêndio sem maiores proporções. Morreram 3 tripulantes. 

Agora, outro incêndio, na Baia da Guanabara. Morreu 1 tripulante, outro está gravemente enfermo.

O São Paulo é o maior porta-aviões da América do Sul e o único do Brasil. Pode transportar ate 37 aviões e, ainda, 1.030 soldados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário